Casa de Vovó Dedé é a primeira entidade beneficiada com a campanha

Em meio à pandemia do novo coronavírus, muitas famílias foram atingidas economicamente, o que dificultou ainda mais a situação de vulnerabilidade social. A Casa de Vovó Dedé, instituição sem fins lucrativos localizada na Barra do Ceará, em Fortaleza, cessou seu funcionamento diário, mas tem dado continuidade com as aulas digitais e oferecido alimentação para aquelas famílias que precisam.

Criada em 1993 por Mansueto Barbosa, numa época em que a rede pública de ensino não ofertava vagas suficientes para atender à demanda da periferia, a Casa de Vovó Dedé tem como principal missão promover o desenvolvimento humano, pessoal e profissional numa situação de vulnerabilidade social, por meio da arte, cultura e educação.

A instituição atende crianças e jovens com faixa etária entre seis a vinte e nove anos, e idosos a partir de 65 anos, residentes na Barra do Ceará e outros bairros de Fortaleza, como Bom Jardim, Messejana, José Walter, Jangurussu, Vicente Pinzon, Conjunto Ceará etc. A instituição atende também o público de algumas cidades da Região Metropolitana de Fortaleza, a exemplo de Caucaia, Maracanaú, Pacatuba e Aquiraz. No total, são mais de 1.500 assistidos.

Segundo Jonab Fernandes, responsável pela instituição, com a situação de retração econômica provocada pela Covid-19, houve um corte substancial das doações dos parceiros e isso dificulta a manutenção de alguns serviços. “A principal ajuda que a Casa precisa receber é recurso financeiro para continuar a honrar compromissos com os professores, bolsa de estudo de alguns assistidos e manutenção dos diversos projetos existentes na instituição”, comenta.

Suporte às famílias

A Casa de Vovó Dedé funciona normalmente de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 17h, e aos sábados, das 8h às 12h. Atualmente, administra cinco projetos, distribuindo, entre eles, mais de 30 cursos e oficinas, além de desenvolver campanhas e outros projetos pontuais nas áreas de tecnologia, comunicação, música, arte e cultura. E para tudo isso, a Casa conta com o recurso de 50% dos projetos incentivados pelas Leis de Incentivo à Cultura Estadual e Federal; e outros 50% vem de doação da família do fundador e de amigos da instituição.

Com estas ações, a Casa tem sido um importante suporte às famílias onde residem os assistidos, mas tem enfrentado o desafio de se manter. Por isso, conta sempre com a expectativa de novas parcerias.

Saiba mais sobre a Casa

A Casa de Vovó Dedé é uma homenagem a uma senhora mineira que veio morar no Ceará e que desenvolvia um trabalho de caridade muito grande em Fortaleza. O trabalho dessa senhora, a Vovó Dedé, foi inspirador para os fundadores da instituição.

Quando a Casa foi fundada, em 1993, muitas crianças e jovens não tinham a chance de estudar, perpetuando, assim, uma condição de vulnerabilidade social. A criação da Casa de Vovó Dedé teve como motivação transformar a realidade social da Barra do Ceará, através da educação gratuita e de qualidade para crianças e jovens que não tinham acesso a uma boa formação educacional, que os possibilitasse serem protagonistas de mudanças no quadro de pobreza extrema.

Menu